Advocacia, Inovação, Predict

Como a tecnologia pode contribuir na redução do contencioso trabalhista

15 de abril de 2021
contencioso trabalhista

O contencioso trabalhista, como o nome já diz, abrange questões judicializadas que dizem respeito às relações de trabalho e que podem ser motivo de disputas judiciais. Isso inclui o não pagamento de verbas e até mesmo os encargos que devem ser recolhidos nos contratos regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho, como INSS, FGTS e outros. Ou seja, são litígios trabalhistas que uma empresa adquire quando não cumpre com suas obrigações para com o empregado.  

Para se ter uma ideia, apenas em 2020, o Tribunal Superior do Trabalho julgou mais de 318 mil ações. Isso significa um crescimento de 6,3% em comparação a 2019, quando houve 299 mil julgamentos. E essa tendência de aumento é preocupante para as empresas. Primeiramente, pelo aumento do passivo trabalhista. Depois, o alto número de reclamações trabalhistas pode prejudicar a imagem da organização e gerar prejuízos financeiros e administrativos.   

Como vimos, o volume desse tipo de demanda costuma ter altas provisões financeiras. Por isso, é essencial que o setor jurídico adote métodos que contribuam para sua prevenção na entrada e diminuição após a existência de um processo. Nesse sentido, a tecnologia é uma grande aliada, pois melhora o diagnóstico dos dados. Além disso, ajuda na prevenção quanto ao surgimento das ações trabalhistas por meio de insights em planos de ação data-driven.  

Continue a leitura e entenda melhor!   

O auxílio da tecnologia no contencioso trabalhista   

Em um mundo cada vez mais digital, além de reduzir o contencioso, usar a tecnologia de forma estratégica pode fazer um negócio se destacar da concorrência. Portanto, todos os setores já perceberam a importância de digitalizar seus processos. Na área do Direito não é diferente. O surgimento das plataformas de processos digitais, como o PJe, já é um grande facilitador para o gerenciamento e peticionamento nas ações judiciais. 

Mas a inovação não para por aí. Através de softwares disponíveis no mercado é possível se ter algumas opções para a facilitar a gestão de tarefas burocráticas. Como, por exemplo, a automatização de fluxos, controles de prazos, pesquisa jurisprudencial e acompanhamento de processos. 

Já os softwares de Legal Analytics aplicam a jurimetria auxiliando a coleta e mineração de dados, bem como a aplicação de métodos estatísticos na base. Além disso, com a análise preditiva, é possível verificar a probabilidade de sucesso da demanda, performances jurídicas, estratégias de acordo e o tempo médio de duração dos processos por fases. Recursos estes que são realizados através da inteligência artificial (IA) ao direcionar o aprendizado da máquina quanto ao vocabulário trabalhista e análise temática dentro do contexto das decisões judiciais. 

No contencioso trabalhista, esse tipo de tecnologia tem auxiliado as empresas de forma preventiva. Pois, ao analisar as demandas, seus pedidos e comportamento dos julgadores, advogados e resultados por comarcas e estados, é possível ter insights relevantes sobre a origem dos problemas. Com isso, descobrir questões ocultas e propor plano de ação efetivos para redução de novas entregas. Assim, mitigando o problema que deu origem ao pedido da ação trabalhista.

Por exemplo: quais os temas que os trabalhadores estão reclamando nessas ações? Onde estão localizados? Qual o perfil desses empregados? Além de uma série de outras características. Sendo assim, traçando uma linha clara sobre o motivo dessas ações, o RH das empresas pode atuar preventivamente.  

Prevenção como investimento com a Deep Legal Analytics   

No âmbito da Justiça do Trabalho, em especial, o impacto negativo de um grande contencioso trabalhista vai além do financeiro. Além das custas processuais, a existência de ações trabalhistas impede a geração de Certidão Negativa Trabalhista e, de uma forma geral, afeta a cultura da empresa. Criando, assim, um ambiente de trabalho tenso e prejudicando também a qualidade das relações dos funcionários com os seus superiores.  

Isso reforça a importância de uma ferramenta de Legal Analytics para obter mais conhecimento e evitar ações desnecessárias. Aposte no Legal Analytics para uma atuação mais inteligente e ganhe mais tempo e eficiência para alçar voos cada vez mais altos. Clique aqui para solicitar um teste da Deep Legal e faça melhores provisões a seu departamento jurídico.