Gestão Jurídica

4 dicas para melhorar a gestão de seu departamento jurídico

4 de fevereiro de 2021
Advogado com balanças

Se tem algo que a faculdade de Direito não ensina são as atividades relacionadas à gestão de negócios. Principalmente sobre como administrar o departamento jurídico de uma empresa. Afinal, esse não é mais um setor isolado e independente das corporações, cujo objetivo se restringe ao cumprimento da lei. 

Agora, o departamento jurídico envolve noções estratégicas de gestão e intersecção com os demais setores da empresa. Nesse sentido, o profissional não deve – e nem pode – fechar os olhos para as tarefas de gestão. 

Portanto, para ter um departamento jurídico eficiente e produtivo, é preciso apostar na modernização das atividades e também em técnicas de organização. E, nesse sentido, uma mudança de mindset é imprescindível para o seu sucesso. 

Pensando nisso, acompanhe abaixo algumas dicas para melhorar a gestão do departamento jurídico de sua empresa.

Invista em tecnologia

A tecnologia é uma grande aliada ao trabalho intelectual do advogado e já existem possibilidades de automatizar atividades rotineiras. Nesse sentido, o auxílio de softwares jurídicos deixa o dia a dia do profissional mais focado nas atividades jurídicas. 

A Deep Legal, por exemplo, ajuda os advogados a monitorar, comparar e prever o resultado de carteiras de ações judiciais por meio de Legal Analytics. Com o uso do Big Data e Machine Learning, o software é capaz de gerar uma análise jurídica através de gráficos, pesquisas e comparações. 

Tenha uma equipe multidisciplinar  

Algumas empresas optam por direcionar inúmeras tarefas para um único colaborador, sobretudo quando há a necessidade de cortar custos. Mas além de sobrecarregar o advogado, muitas das responsabilidades atribuídas a ele não fazem parte da sua especialização. Já em contrapartida, pessoas em funções adequadas e satisfeitas com a posição são mais produtivas.

Nesse sentido, é essencial identificar e mapear os diferentes perfis de profissionais na equipe. Sendo assim, é importante ter algum colaborador que cuide mais das burocracias internas e saiba redigir um contrato, por exemplo. Enquanto isso, um outro pode dialogar melhor com parceiros, clientes ou outras áreas da empresa.

Se atualize e tenha um bom relacionamento com o cliente

Nós já mencionamos o conceito de experiência do consumidor e como ele se relaciona com a gestão de empresas modernas. E nos departamentos jurídicos isso não poderia ser diferente. Assim, é importante contar com profissionais que, além do conhecimento jurídico, saibam lidar com pessoas e transmitir confiança, transparência e cuidado com cada caso.

Além disso, uma boa gestão dos departamentos jurídicos deverá ter em mente que o foco do negócio sempre deverá ser o cliente. Desse modo, deverá atuar de modo proativo, mantendo-se atualizado sobre como a empresa tem se posicionado e sido vista pela sociedade como um todo.

Mantenha a produtividade da equipe

Existem técnicas de produtividade que podem ser alinhadas à gestão de tarefas dentro da gestão de departamento jurídico. Aposte, então em técnicas de produtividade, como a Pomodoro ou Scrum. Com um timesheet, por exemplo, é possível calcular quanto tempo foi gasto em uma atividade e com um kanban você organiza sua semana.

Por fim, analise a longo prazo o quanto cada membro do departamento realiza uma atividade, compare performances e verifique possíveis problemas. Acesse o artigo Dicas para aumentar a produtividade da área jurídica e veja outras ideias.


Agora que você sabe mais sobre gestão de um departamento jurídico, que tal colocar algumas ações em prática para organizar os diferentes setores de negócio? Teste o Deep Legal em seu escritório e valorize ainda mais o trabalho de sua equipe.