Analytics, Gestão Jurídica

Como se calcula o ROI de um software de Legal Analytics?

20 de abril de 2021
Vetor de ROI legal analytics

É provável que você já tenha ouvido falar do ROI, mas talvez não saiba o que isso realmente significa. Do inglês “Return on Investment”, esse indicador mensura os lucros ou prejuízos dos investimentos realizados pela organização. Seja na área de marketing digital, treinamentos, ferramentas, softwares, entre outros.  

Com o acompanhamento dessa métrica, é possível otimizar os investimentos mais lucrativos da empresa, sabendo quais estão funcionando adequadamente e quais não proporcionam o resultado desejado.  

A seguir, saiba como calcular e analisar o ROI dos escritórios e departamentos jurídicos que desejam aderir a um software de Legal Analytics e explorar todo o potencial da Cultura Data-Driven no Direito.  

Como calcular o ROI? 

Conforme um estudo da ALM Intelligence em conjunto com a LexisNexis, 90% dos advogados entrevistados concordam que o Legal Analytics contribui para uma advocacia mais eficiente. Além disso, 98% deles acreditam que a estratégia jurídica para tribunais e juízes pode ser otimizada com essa metodologia.  

Mas como avaliar o retorno sobre investimento desse tipo de software? Bom, primeiramente, essa avaliação parte da análise do custo-benefício da ferramenta. Existem diferentes maneiras de calcular o ROI, porém, a fórmula mais utilizada apresenta o retorno obtido pelo total investido: 

(lucro – custo) x 100 / custo = ROI 

Vale ressaltar, no entanto, que nem sempre o retorno do investimento é financeiro. Afinal, um dos bons resultados com o uso de um software pode ser, por exemplo, uma redução de risco, redução de passivo ou de tempo dos profissionais jurídicos proporcionados pela utilização do Legal Analytics. 

Portanto, como exemplo, a partir da fórmula que mencionamos acima, é possível calcular o ROI sobre o tempo de pesquisa jurídica, elaboração de relatórios ou benchmark jurídico, conforme o quadro abaixo:

Ou seja, aqui pensamos na economia gerada pela implementação da solução como um bom caminho para medir o ROI. A partir destes cálculos, a gestão de departamento jurídico certamente terá mais insumos para planejar as próximas ações. Por fim, poderá avaliar se investirá mais na ferramenta que está dando certo ou se deve mudar sua estratégia. 

Como escolher o software certo? 

Agora que você já sabe que o cálculo do ROI de um software de Legal Analytics pode conter algumas questões que vão além de uma simples fórmula, também é interessante saber quais pontos se atentar na hora de escolher um deles. Confira algumas dicas: 

Comece pela implementação 

Pode parecer algo superficial, mas a implementação da ferramenta e o onboarding podem fazer muita diferença. Isso contribui para que a equipe esteja engajada e não tenha prejuízo na rotina.  Na Deep Legal, além de time dedicado ao Onboarding e Sustentação, existe também o Onboarding Digital, elaborado pela curadoria do time da Deep Legal Academy para engajar ainda mais os usuários data-driven. 

Conheça bem as funcionalidades  

Alguns softwares permitem que sejam feitos testes gratuitos antes da contratação, enquanto outros possibilitam um contato mais próximo por meio de uma demonstração personalizada. É nesse momento que os profissionais da advocacia devem avaliar se as funcionalidades apresentadas atendem às suas exigências.  

Procure, principalmente, pelas seguintes funções: 

  • Mineração de Dados estruturados e não-estruturados;
  • Processos judiciais visualizados em gráficos; 
  • Aplicação de Legal Design, que facilita a navegação e experiência do usuário; 
  • Interatividade com Business Intelligence
  • Cruzamento de fontes públicas e internas; 
  • Predição; 
  • Comparativo de performances;
  • Rankings.

Avalie o atendimento  

Um software que possui um time de Customer Success dedicado é um grande diferencial. Ter disponível um time para auxiliar no onboarding da plataforma até a sustentação na utilização da ferramenta é essencial para desfrutar das melhores soluções desse tipo de tecnologia.  

Verifique o custo-benefício 

Ferramentas com custo baixo podem até parecer uma opção mais interessante para os negócios. Porém, podem não gerar resultados e ter pouca adesão do time jurídico, tornando-se um gasto inútil para o setor.  


A Deep Legal está pronta para atender escritórios e departamentos jurídicos nas mais diversas frentes e necessidades. Inclusive, apoiando na construção do ROI para adoção de novas metodologias e tecnologias. Entre em contato e solicite uma demonstração.